Apresentação   Biografia   Cadastrados   Crônicas   Fãs clubes   Livros   Poesias   Prêmios   Área restrita
 
 
 
 
Vote: você é contra ou a favor do outdoor em apoio a Bolsonaro? »  VaiParaty.com.br
 

 

 
 

MESSIAS x BOLSONARO

 
 

CR-16.997

 
     
     
  Jair Messias Bolsonaro passa por uma completa insegurança interna, ou seja, o Messias é o homem positivo que deseja em parte o combate a corrupção, a não aceitação de esquemas e defende de certa forma a família, mas este é o lado Messias do Jair.

 

Já o lado Bolsonaro do Jair é justamente o oposto. Este não está nem aí com o povo que o elegeu. Não se preocupa com os humildes, não tem responsabilidade alguma e pior que isso, defende seus filhos envolvidos em vários delitos bem como se defende de seu passado nebuloso onde no passado inclusive estava prestes a cometer um ato terrorista e se não tivesse sido descoberto explodiria vários paióis de quartéis colocando em risco a vida de dezenas de companheiros de farda.

 

Jair, o Bolsonaro é o oposto do Jair Messias, pois, enquanto um tem vontade de acertar o outro tem o prazer de fazer coisas erradas e enquanto o mundo esta usando máscaras para proteger aos demais, ele, o Bolsonaro, ao contrário do que pensaria o Messias convoca aglomerações, sai de motocicleta para passear pela capital federal, sai pelas ruas sem se importar em fazer selfie com o gado que o idolatra e sempre carregando consigo uma caixa de Cloroquina, remédio este que foi comprovado pela OMS de que é ineficaz no tratamento da Covid, mas ele, o Jair Bolsonaro que recebe milhões para ser garoto propaganda de laboratórios inescrupulosos causando mais risco à população do que bem e se ele tivesse consciência, estaria em uma guerra interna vendo ou sentindo o Messias se desesperando com a insanidade e prepotência do Bolsonaro.

 

Jair o Messias fez um convite ao ex juiz Sérgio Moro pessoa ilibada e que já era uma lenda apenas para usá-lo ao seu bem prazer, ou seja, o Messias tinha boa intenção, mas sem levar em conta a responsabilidade que nunca teve deixou que o Bolsonaro engolisse não apenas o Messias bem como destruiu a carreira do ex juiz, pois, quando acreditou que Sérgio seria um objeto em sua coleção de ministros incompetentes e que seguiria suas ordens como se fosse um capacho, sentiu na pele a perda do mesmo, mas querendo mostrar que ele era algo deixou claro que o algo era apenas mais uma fraude de um fanfarrão arrogante.

 

O programa de combate à corrupção foi deixado de lado, pois sabia que se este programa fosse levado adiante ele, o Bolsonaro e não o Messias estaria colocando os seus quatro filhos canalhas na prisão e foi nesta hora que pressentiu que se algo assim ocorresse, ele, o Jair carregaria tanto o Messias quanto o Bolsonaro para a cadeia e com isso, deixando de ser Messias e assumindo o Bolsonaro transformou-se de vez em um embusteiro, um tremendo impostor incapaz de cuidar da própria casa.

 

O Jair, é uma péssima imitação de Bolsonaro, pois, deixando o Messias de lado, engana o povo com mentiras e, mas mentiras e a mais de um mês não produz sequer uma frase, apenas uma só, que prove que está bem. Jair, não o Messias só diz coisas absolutamente previsíveis para qualquer político idiota, mas não para Bolsonaro.

 

É um completo descalabro para o povo de direita e para os seus eleitores as suas atitudes embasadas em mentiras e criminosa.

 

A última aparição do Bolsonaro legítimo foi em 24 de maio, muito antes da notícia de que estava infectado.

 

No dia 20, Dias Toffoli mandou dizer a Bolsonaro e aos militares que as Forças Armadas não são e nunca serão poder moderador da democracia e com isso o Jair Bolsonaro e não o Messias, foi se encolhendo e temeroso ele se recolheu não porque estava infectado, mas sim porque temia com o que o seu parceiro de negociatas poderia incluí-lo em algo que ele não poderia se esquivar, ou seja, obriga-lo a depor e este seria o fim do Jair Bolsonaro e o Messias iria para o breu junto com este inconsequente presidente.

 

Mentiu como sempre quando alegou que estava contaminado. Na verdade, pagou e pagou bem para receber um resultado alegando que estava contaminado e insistiu na tese da doença, mas quando seus patrocinadores do remédio lhe deram uma dura ele resolveu do nada “sarar” e somente o gado que o segue acreditou nas suas palavras e na falsidade de que o remédio o havia curado, porém na verdade, Jair, o Bolsonaro montou uma estratégia de ficar quieto, pois chegou no ponto que não havia mais nada de estratégia, porém, por outro lado também não havia outra saída a fim de fugir de um depoimento.

 

Jair, o Bolsonaro e não o Messias fez um pacto com os militares de que não poderia errar e o que ele mais fez nestes um ano e sete meses no comando da nação foi fazer o famoso nada e mesmo que o Messias tivesse a intenção de ajudar o povo, o Bolsonaro apenas quis lesar o povo defendendo-se e aos seus filhos tão incompetentes quando s mesmo e com isso traiu a tudo e a todos e aqui se inclui os militares sendo que os verdadeiros militares, a maioria estão prontos para meter um pé bem dado na sua bunda fétida e se isso acorrer e vai ocorrer, ele não conseguirá se manter no poder.

 

Jair, o Bolsonaro mesmo estando presidente, tal qual fez seu antecessor e companheiro o marginal Luz Inácio, vulgo Lula saiu em campanha mesmo sendo o presidente em exercício e o lado bondoso de Jair montou em jegue a fim de agradar aos irmãos nordestinos e decidiu viajar a cada duas semanas pelo Brasil, mas isso será o Bolsonaro usando com quer o Messias.

 

Analisando bem não dá para se ter uma idéia de qual seria a diferença entre o crápula do Dória, o idiota do Huck, o enrolado Witzel, pois, o Jair Bolsonaro e não o Messias é tão criminoso quanto qualquer um deles.

 

Jair, o Bolsonaro, está completamente perdido e já não tem mais repertório enquanto que o Messias cansado já desistiu de ser bolsonarista, porque não sabe mais o que pode fazer e sabe que a sua queda é questão de tempo e o tempo sempre é e será o melhor conselheiro e tal qual seu companheiro Luiz Inácio, vulgo Lula, logo deverá estar trancafiado por trás das grades por crimes cometidos contra uma população que acreditando em um falso Messias acabou colocando lá no poder um ser nefasto que não tem nem idéia do que deveria lá fazer.

 

Enfim, o maior inimigo Messias é justamente o Jair Bolsonaro e ele em seu íntimo sabe muito bem disso.
 
     
 

Paulo Fuentes

 
 

 Retorne ao site

 

 

 
Copyringht©2000/2020 - Paulo Fuentes®
Todos os direitos autorais reservados de acordo com a lei nº 9610 de 19/02/1998