Apresentação
Apoio cultural
Área restrita
Biografia
Cadastrados no site
Cadastre-se
Contato
Crônicas
Fãs clubes
Livros
Poesias
Prêmios
 
 
 
 
 
 
 
 
  conteúdo do documento
 
 
 

 

13º dia

 
 
 
..........

Diarinho querido!

 

Hoje foi um dia especial para mim. Comi bem, bebi bem e revi meus filhos e tudo isso para comemorar um 13. Hoje fez 13 dias que me encontro preso e vivendo neste mundo que não é meu,

 

Acordei cedo e parecia que seria apenas mais um dia como outro qualquer, ou seja, um dia em que eu ficaria trancado, deitado e vendo TV, mas tive uma surpresa, pois as dez horas da manhã o polícia me disse que eu tinha visitas.

 

Na hora pensei que fosse a cadelinha me trazendo cachaça, mas não era ela e sim meus filhos e por um momento me esqueci que a cadelinha poderia me trazer mais uma birita, mas a surpresa foi impressionante, pois eles me trouxeram comida decente e carne para eu me fartar e junto disso, bem escondido, me trouxeram um pouco de bebida que deve ter passado sem ser revistado pelos polícias e esta foi a primeira vez que este advogado de merda fez algo que prestasse.

 

Conversamos pouco eu e meus filhos, afinal eles vieram porque o advogado disse que eu estava querendo morrer e acho que só por isso ele saíram do conforto que eu dei para eles em suas casas e vieram aqui.

 

Comentamos sobre a mãe deles, mas preferi me calar, afinal, nem posso escrever isso e logo eles foram embora e tinha tanta comida e tanta carne que até dei um pouco para os polícias para que não estragasse e apesar de ser um número 13 e este estar me fazendo mal, foi um bom presente que ganhei e não pela visita deles, mas sim pelo que me trouxeram. Comida boa, carne em fartura e acima de tudo a minha bebida predileta, a cachaça e de novo esta noite não terei que beber água e depois irei dormir tranquilamente.

..........

 
 
 

 
 
Copyringht©2000/2018 - Paulo Fuentes®
Todos os direitos autorais reservados de acordo com a lei nº 9610 de 19/02/1998