Apresentação
Apoio cultural
Área restrita
Biografia
Cadastrados no site
Cadastre-se
Contato
Crônicas
Fãs clubes
Livros
Poesias
Prêmios
 
 
 
 
 
 
 
 
  conteúdo do documento
 
 
 

 

60º dia

 
 
 
..........

Quirido diariu!

 

Hoji faiz seçenta dias que to aqui presu e risovi pará pra pençar um poco.

 

Fikei olhandu minha vida i vi qui eu mesmu estandu velho e achandu qui fis muito, não fis nada e tudo por causa da bibida. Ela estragô a minha vida. Mardita cachaça.

 

Eu era um vagabundu qui fui trabaiá em uma metalúrgica por causa di meu irmão que canço di mi sustenta.

 

Não gustava di lá e cumu não gostava de trabaiá resovi caguetá meus cumpanheros i mi dei bem nisso, até qui um dia, eles si revoltarão e risolverão dar uma lissão im eu i foi ai que perdi meu dedo. Dueu pra caraio e tudo iço por cauza da mardita cachaça.

 

Sai da fábrica dos gregus e fui pro sindicato e lá fudi com u prisidente e açumi no lugar dele e ali fiz carrera de sindicalista, mas a mardita pinga não mi ajudava.

 

Ai aparesseu u Fernadu i coloco na minha cabessa de ser prisidente  di um partidu novo e eu peguei o dinheiro deles e montei o meu, mas com ele mandando e ele me enrolô porque a mardita pinga não me saía da cabessa.

 

Virei prisidente do partido, dipois da repurga e conçegui com manipulassão sê releito e ilegi a incumpetente da cumpanhera Dilma, uma desqualificada e pissoa fassil di manipulá. O Fernandu manipulava eu e eu ela. Roubamos pra caraio, mas a porra da mardita cachaça não me ajudava.

 

Chega di falá di meu paçado. Vô fala di onti. Bibi tanto qui mi isqueci até qui dipus no prossesso do porra do Sérgio, aquele safado sem vergonha e sem moral.

 

Ai o juis Marcelo Vestras mi pirguntô se eu era amigo deli e eu claru que disse qui não era. Quero qui ele si foda, porque quero livrar u meu pescosso.

 

Também vi na TV qui a cadelinha tá falandu merda di eu e disse qui eu robei a Petrobraiz e que robei um pouco. Quem esta cadela pença que é pra dise isso di eu?

 

Nem poço falá mau dela porque sinão ela não me trais mais minha cachaça i eu não fico mais bebo i si não fica bebo parou de pensá quando estou sobreo e ficando sobreo eu ficu culpando a mardita cachaça qui eu amo muitu.

 

Achu que vô bebe di novo e durmi.

..........

 
 
 
 

 
 
Copyringht©2000/2018 - Paulo Fuentes®
Todos os direitos autorais reservados de acordo com a lei nº 9610 de 19/02/1998