Apresentação
Apoio cultural
Área restrita
Biografia
Cadastrados no site
Cadastre-se
Contato
Crônicas
Fãs clubes
Livros
Poesias
Prêmios
 
 
 
 
 
 
 
 
  conteúdo do documento
 
   
   
 

Menina mulher

 

(prm-100.011)

   
   
 

Ali...
Deitado em meu leito...
Fiquei muito tempo...
Em ti pensar...
Mas infelizmente...
Era só pensamento...
Pois ao meu lado...
Naquele momento...
Você estava a faltar.

Meus pensamentos...
Sem que eu...
Conseguisse contê-los...
Voaram...
Viajaram...
Até algum lugar no passado...
Onde o seu corpo...
Ao meu lado estava.

Pensei...
Delirei...
Me excitei...
Meu desejo surgiu...
O tesão pressentiu...
O quanto você...
Ali deitada...
Saciada...
Se cansava...
De tanto me amar.

O desejo aumentou...
A vontade judiava...
Algo me atormentava...
Pois já latejava...
Só de me lembrar...
O quanto era bom te amar.

Meus olhos fechei...
E em meus pensamentos...
Você me abraçou...
Teus lábios nos meus colou...
O desejo aumentou...
Você pressentiu...
Que o que gostava surgiu...
Você sorriu...
Abaixou e engoliu...
Me fazendo...
De prazer delirar.

Olhou pra mim...
Carinha de safada...
Estava maravilhada...
Com a tortura...
A qual me proporcionava.

Fez cara de mau...
Devorou com cara de pau...
Sugou rapidamente...
Com movimentos freqüentes...
Quase me fazendo relaxar.


Sorriu...
Com cara de menina mulher...
Me pediu sem pudor...
Quero que me penetres...
Quero fazer...
Contigo amor.

Não me deixou mais pensar...
Sobre mim subiu...
Louca de vontade...
De me amar...
Queria sentir...
A penetração...
Não me deu opção...
A não ser te saciar.

Movimentos frenéticos...
Sobe e desce incessantes...
E em poucos instantes...
Você veio a gritar.

Estava entregue...
A menina inocente...
Se tornara em mulher carente...
E como uma loba no cio...
Ascendeu o pavio...
E o tesão explodiu.

Você só sossegou...
Assim que se soltou...
Seu gozo chegou...
E com suas unhas me unhou.

Levantou de repente...
Abaixou na minha frente...
Me disse...
Vou te dar um presente...
E tomando-o todo para si...
Agradou-o...
Devorou...
Sugou...
Até me fazer explodir.

Abri os olhos...
E fiquei tristonho...
Pois senti...
Que fora só um sonho...
Até que o fone tocou...
Dou outro lado você me falou...
Não me esqueci de você...
E quero de novo te amar.

 
 
Copyringht©2000/2015 - Paulo Fuentes®
Todos os direitos autorais reservados de acordo com a lei nº 9610 de 19/02/1998