Apresentação
Apoio cultural
Área restrita
Biografia
Cadastrados no site
Cadastre-se
Contato
Crônicas
Fãs clubes
Livros
Poesias
Prêmios
 
 
 
 
 
 
 
 
  conteúdo do documento
 
   
   
 

Nua

 

(prm-100.029)

   
   
 

Nua...
Assim foi que te vi...
Quando cheguei da rua...
Ali deitada em minha cama.

Nua...
Era como eu te vi...
Rolando por cima...
Dos lençóis macios...
Olhando-me com malicia.

Nua...
Era assim que eu via...
A perfeição...
Em forma de mulher...
Me atentando para o pecado.

Nua...
Assim você estava...
Clamando para ser amada...
Mas não simplesmente amada...
Mas possuída...
E penetrada...
Com todo vigor.

Nua...
Foi assim que me deitei...
Atendendo ao seu chamado...
A ali deitado...
Fui por ti devorado...
Sem frescuras e sem pudor.

Nua...
Assim permaneceu...
Depois que me usou...
E em meus braços repousou...
Satisfeita de prazer...
E ali adormeceu...
Naturalmente...
NUA.

 
 
Copyringht©2000/2015 - Paulo Fuentes®
Todos os direitos autorais reservados de acordo com a lei nº 9610 de 19/02/1998